Coluna Plural | Alguma coisa acontece…

Por Caetano Lagrasta

 

Era uma vez, um baiano, cercado de novos caetanos. Todos eles sonhavam de pés descalços antes de serem despachados para Londres, serrana bela e eles não serviam ao Grão da Bretanha, mas a ela.
Vestiram pele de carneiro para ser capa de long-play e cantaram, até a Asa Branca, que bateu asas do sertão.
Despedidos de sampa passaram frio medonho tomando chá com torradas na Down Street.


Pena, saudade e alguma coisa aconteceu, no coração deles e no meu: voltaram logo que puderam e escreveram cantiguinhas de ninar milicos, porque era a moda nas gafieiras e nos forrós, mesmo assim, não deu certo.
Passaram-se anos, muitos anos, e papai noel não veio. Morreu Adoniran, morreu Caymmi, morreu Antonio Brasileiro e morreu até o Vanzolini.
O cara da Escola, no meio da avenida, ops, sufocado na passarela gritou pra Globo: “não deixe o samba morrer… não deixe o samba acabar…”
E, nem assim, foi possível consertar: o samba foi se escorregando e precisava encontrar gente boa, gente nova, gente musicada…

E, aconteceu:
Paulinho, Marisa com seus montes, Yamandú também com sua viola e mais um punhado de forrozeiro dos bãos, retomaram a luta e não deixaram “passar” os energúmenos cinzas (futuros camisas negras) e suas idiossincrasias mais estúpidas.
Isso, conto agora, foi a coisa que acontece no meu coração, quando cruzo a Paulista com a Consolação nos dias de chuva, passeata ou verão.
Esperança acontece, acontecerá sempre na… alegria… alegria.

 

São Paulo, o melhor pedaço do Corinthians.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: