Coluna Plural | A palavra que me seduziu

Por Obdulio Nuñes Ortega

 


Eu sempre gostei de desenhar… aos quatro ou cinco anos, reproduzia traços indecisos copiados de gibis e ilustrações de revistas… aos seis, na pré-escola, ao ser apresentado ao manuseio das primeiras letras, acompanhadas de seus corpos sonoros, fiquei fascinado pelas possibilidades que se apresentaram encantadoramente em desenhar cenas através da condução das palavras. Não foi algo tão radical como talvez possa deixar transparecer. Aconteceu mais como se fosse a chegada de um vento suave a me envolver, a carregar ar novo no ambiente fechado do porão onde a minha família morava na Penha, à época…

Logo, tentei interpretar as palavras impressas nas latas de manteiga nas quais o meu pai guardava pregos, porcas, parafusos e outros apetrechos. As imagens de aviões, vaquinhas e outras figuras em suas laterais, criaram em mim expectativas colossais e resultou em certa impaciência em representar aqueles símbolos mágicos…

Com todo esmero que me foi possível empreender… desenhei as letras de uma das latas de manteiga, uma a uma, atravessando a brochura de caligrafia de uma página a outra, sem intervalo. A minha Professorinha, ao ver o meu esforçado trabalho, apresentado com todo o orgulho do mundo, marejou os  olhos e me abraçou…

Com AVIAÇÃO, comecei a viajar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: