Por Marcelo Moro


 

Passei um café novo e aguardei a hora morta, os passos mentais em círculos e o coração aos solavancos, não era mais noite de ano novo mas de um solstício em mim.

Em geral as promessas para um novo ano são temas requentados idealizados e não realizados em anos anteriores, nada de novo… só promessas.

Muita coisa mudou para esse giro em torno do sol, teoricamente mais leve, inocentemente mais fácil ou apenas mais um ledo engano, e já foram tantos, giros e enganos.

Nesse me propus, viajante que sou, fluir apenas, deixar que a pena deslize alma no papel apático e frio, em branco.

Decidi por menos teoria e mais prática, ação ao invés de pensamento, realizações simples antes de complexas reflexões … enfim ser apenas mais cru, menos puro e nada ingênuo.

Frases curtas para grandes profundidades.

Não tenho confiança que se renova e muito pouca fé no futuro, levem em conta que o segundo seguinte se quer existe e o segundo de trás já ficou mergulhado no tempo, questões de física.

Até tinha feito minha listinha das tais promessas e esperas para esse ano novo, lá no chuvoso e vazio primeiro de janeiro, e talvez daria uma crônica mais emocionante… mas passados dois terços do mês de São Sebastião e São Paulo rasguei…ontem mesmo a noite…

Agora assumiu a antiga tese de quando inquilino da Kit na Avenida São João…

Ontem foi Ontem… Hoje é Hoje e Amanhã eu me preocupo Amanhã…

Anúncios

3 comentários em “Tanta coisa é só promessa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s